Acesse o novo site

Em 18/07/2019 05:42, Categoria: Saúde

Déficit de doadores de sangue em Lagoa Vermelha diminui de 890 para 95 nos últimos dois anos


Por: Franciele Moraes | PMLV

Foto: SouEs | divulgação

O déficit de doadores de sangue caiu de 890 para 95 nos últimos dois anos, em Lagoa Vermelha. O projeto “Doe sangue, doe vida”, tem por objetivo cadastrar novos doadores no município, e é coordenado pela ex-presidente do Lions Clube do município, Tina Spanholi, com apoio do Poder Executivo e Legislativo. 

Com a campanha “Doe sangue, doe vida”, de acordo com Tina, o déficit de doadores caiu de 890 para 95, desde o ano de 2017. “Procuramos sanar esse problema para que a dívida não possa mais aumentar. Eu acho que esse projeto é um sucesso! ”, comenta. Tina esclarece que o ato de doar sangue é voluntário e sem custo, e que para realizar o cadastro é necessário que a pessoa se dirija até a Câmara de Vereadores com um documento de identidade. Após essa etapa, os doares serão avisados sobre o dia em que o transporte irá até o Hemopasso.

Segundo Tina, um dos seus propósitos de vida era realizar uma campanha de doação de sangue. “Antes de assumir o Lions, eu conversei com o prefeito Gustavo Bonotto sobre a possibilidade do Executivo disponibilizar um ônibus para enviar os doadores ao Hemopasso, em Passo Fundo. Então o prefeito sugeriu enviar à Câmara Municipal de Vereadores um projeto de lei, para que a campanha se tonasse permanente”, explica.



Publicado por: Assessoria de Imprensa
Esta notícia foi visualizada 67 vez(es).