Em 24/04/2019 06:54, Categoria: Desenvolvimento Econômico

Curso de especialização do 3º Batalhão de Polícia de Choque ocorre em Lagoa Vermelha


Curso de especialização em patrulhamento de locais de alto risco, foi implantando para integrantes do 3º Batalhão de Polícia de Choque – BPChoque (antigo BOE), em Lagoa Vermelha. O curso foi ministrado pelo Subcomandante do Batalhão de Operações Policiais Especiais do Rio Grande do Sul (BOPE/RS), Major Santos Rocha, junto de seus operadores. O BPChoque tem a sua sede em Passo Fundo.

 Segundo o Major Santos Rocha, o BOPE é uma unidade criada recentemente dentro da Brigada Militar do RS, onde o já existente Grupo de Operações Táticas Especiais foi ampliado para nível de Batalhão e recebeu tal denominação, aumentando a possibilidade de atuação no estado. Vale ressaltar que todos os militares operacionais do BOPE passam por curso de formação de extremo rigor técnico e físico, resultando em militares altamente adestrados e imbuídos com as missões mais difíceis. O Subcomandante do BOPE explica sobre o objetivo do curso. “ O curso de especialização em patrulhamento em locais de alto risco visa preparar nossos efetivos de Batalhões de Choque e Forças Táticas para essas atividades, técnica e taticamente, buscando inclusive a prevenção de ocorrências nesses locais”, declara.

Para o Comandante do 3º Batalhão de Policiamento de Choque, Major Navarro, o curso tem suma importância na preparação das equipes que atuam em operações onde o risco do enfrentamento por parte dos criminosos é iminente. O Major destaca que, embora a Brigada Militar priorize sempre a solução das ocorrências sem emprego de força, as guarnições que atuam na linha de frente precisam estar sempre preparadas para o revidamento, minimizando os riscos para a tropa e para o cidadão. O Major Navarro destaca como exemplo, uma situação de roubo a banco em Trindade do Sul, em que o Tenente responsável pela força de reação, já tinha realizado o curso e conseguiu empregar as técnicas necessárias diante da agressão sofrida pela equipe, resultando em 5 criminosos mortos. O Major Navarro afirma ainda que não é esse o desfecho almejado pela polícia, porém o treinamento permite as equipes, uma maior eficiência nas atuações, em que o confronto se torne inevitável.

Já o Secretário de Desenvolvimento Econômico, João Paulo Salvador, que também é Oficial do Exército na reserva, se diz extremamente satisfeito com a estrutura disponibilizada pelo clube de tiro CT12, que proporcionou a realização desse treinamento em Lagoa Vermelha. “Estive com os militares do BOPE e do 3º BP Choque e as estruturas disponibilizadas foram muito elogiadas. Para Lagoa Vermelha isso é muito positivo, pois, além dos cursos, poderemos receber em breve competições de tiro, que certamente trarão turistas e renda para cidade, além de demostrar o reconhecimento pelas forças policiais que passam a ter um local de treinamento a altura”, explica.



Publicado por: Assessoria de Imprensa
Esta notícia foi visualizada 149 vez(es).